25
Jun
O NAERA - Núcleo de Alunos de Engenharia de Reabilitação e Acessibilidade Humanas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro está preocupado com a falta de acessibilidades nos Serviços de Acesso ao Ensino Superior.



Tal como tem acontecido em anos transactos continua a constatar-se que alguns dos locais onde os finalistas de 12º ano se irão candidatar ao ensino superior não possuem acessibilidades para estudantes com deficiência.



É o caso de Vila Real, cujo Serviço de Acesso ao Ensino Superior este ano está localizado na Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco. Tanto o acesso à entrada da escola como o acesso à sala prevista para as candidaturas está condicionado por lances com muitas escadas.



O NAERA recomenda aos candidatos com deficiência ao ensino superior que procurem averiguar de imediato as condições de acessibilidade do serviço de acesso ao ensino superior em que pretendem realizar a candidatura e que ponderem optar pela candidatura via Internet em caso de se adivinharem dificuldades.



O NAERA apela também aos Serviços de Acesso ao Ensino Superior que possuam problemas de acessibilidade que os tentem minimizar o mais rapidamente possível, escolhendo as salas mas acessíveis, mobiliário adequado (nomeadamente mesas) e que recorram ao empréstimo de tecnologias de acessibilidade como trepadores de escadas e rampas amovíveis.



Por último o NAERA solicita ao Ministério da Educação que a questão da acessibilidade seja considerada como um requisito que todos os Serviço de Acesso ao Ensino Superior devem cumprir a partir do próximo ano.



Contactos
David Fonseca e Márcio Martins

Email: naera@utad.pt

Web: http://www.utad.pt/~naera



Esta notícia já foi consultada 2441 vezes
 
Publicidade