21
Nov

A Polícia Judiciária (PJ) do Funchal deteve ontem um homem de 24 anos, natural do Funchal, com residência na periferia da cidade, sem profissão fixa, oriundo de um meio carenciado, por prática de crime sexual contra uma menor. Mais uma vez, constata-se que o agressor já possuía antecedentes criminais, nomeadamente com crianças, tendo cumprido pena de dois anos e meio, apurou o DN.

Mas de nada lhe valeu o castigo. A vítima é uma jovem de 16 anos, portadora de deficiência intelectual, incapaz de opor qualquer tipo de resistência e com dificuldades de discernimento em matéria de avaliação sexual.

Os actos perpetrados por este homem (violação) foram oportunamente denunciados por familiares da vítima - que apresentaram queixa formal às autoridades -, são considerados muito graves e ocorreram no percurso entre a residência da vítima e o estabelecimento de ensino que frequenta.

De acordo com o comunicado da PJ, o detido foi presente às autoridades judiciais competentes para interrogatório judicial, tendo ficado em prisão preventiva a aguardar o desenrolar do processo. Pela terceira vez este ano, a PJ do Funchal detém mais um suspeito de abuso sexual de menores com cumprimento de pena pelo mesmo tipo de crime.

De acordo com fonte judicial, começa a ser preocupante o não acompanhamento destes indivíduos, após o cumprimento da pena, quer em termos de tratamento e vigilância quer na aplicação de sanções acessórias. A realidade demonstra que existe um aumento de casos de reicidência.

No passado mês de Outubro, uma menina de oito anos foi agredida sexualmente por um tio. O suspeito, de 42 anos, também possuía antecedentes por abuso sexual contra crianças, tendo, inclusivamente, cumprido pena. Esta situação foi comunicada à PJ por técnicos da Segurança Social e pela Comissão de Crianças e Jovens do Funchal, no âmbito da colaboração existente em matéria de criminalidade sexual contra menores entre instituições.

Jornalistas: LÍLIA BERNARDES, Funchal
TERESA GONÇALVES-DN FUNCHAL
Esta notícia já foi consultada 1545 vezes
 
Publicidade