16
Set
Uma investigação norte-americana revela que a doença de Alzheimer poderá ser diagnosticada através de um simples exame de sangue.

Actualmente, a doença de Alzheimer só pode ser diagnosticada pela análise sintomática e só pode ser confirmada por exames cerebrais após a morte. Assim, segundo o investigador Sid O´Bryant, do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Texas Tech em Lubbock, um exame de sangue tornaria o processo de diagnóstico muito mais simples, já que poderia ser realizado em qualquer laboratório de análises clínicas.

O novo exame procura mais de 100 proteínas e combina os resultados com informações sobre os pacientes, inclusive se são portadores de um gene de risco para o Alzheimer, chamado APOE4. Posteriormente, uma análise informatizada estabelece o grau de risco do paciente. Segundo o investigador, a taxa geral de sucesso no diagnóstico de portadores da doença de Alzheimer é de 94%.

Em investigações passadas, já tinha sido desenvolvido um método de diagnóstico precoce a partir do fluido vertebral (através de punção lombar, procedimento doloroso). Além disso, empresas especializadas em diagnóstico por imagem estão a concluir os testes de novos agentes capazes de tornar as placas (lesões) cerebrais visíveis em tomografias, um recurso disponível apenas em centros especializados.
Esta notícia já foi consultada 1584 vezes
 
Publicidade