9
Out
A Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou recentemente um manual que proporcionará a melhoria da qualidade dos cuidados prestados a milhões de pessoas que padecem de depressão, psicoses e outros transtornos mentais ou neurológicos como a epilepsia.

O Guia de Intervenção amplia a competência em matéria de diagnóstico e tratamento a médicos, enfermeiros e prestadores de cuidados sanitários não especializados em saúde mental.

A directora geral da OMS, Margaret Chan destacou, em Genebra, a importância da publicação do Guia, afirmando que se está a dar um grande passo. Estas directrizes irão permitir acabar com a enorme lacuna existente entre as pessoas com desordens mentais que necessitam e merecem tratamento, e aquelas que já o recebem. Neste sentido, considerou as normativas como um ganho fundamental, visto que oferecem de maneira sucinta todo o saber clínico e o conhecimento técnico aportado por centos especializados.

A OMS calcula que mais de 75% das pessoas com transtornos mentais, neurológicos ou que abusam de substâncias não recebe nenhum tipo de tratamento ou cuidado nos países em desenvolvimento.
Esta notícia já foi consultada 1981 vezes
 
Publicidade