31
Jan
Uma equipa de docentes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) criou uma plataforma que permite comandar qualquer cadeira de rodas eléctrica através de voz e sensores, dotando-a da capacidade de desviar-se autonomamente dos obstáculos, planear tarefas e comunicar com outros dispositivos.

O projecto IntellWheels partiu da necessidade de se transformar uma cadeira de rodas comercial num equipamento inteligente, de custos reduzidos e com poucas alterações do ponto de vista ergonómico, permitindo uma maior autonomia aos seus utilizadores.

De acordo com Luís Paulo Reis, coordenador do projecto, a conclusão da investigação e a validação da plataforma, protótipos e simulador irá permitir, "a médio prazo, transformar as cadeiras de rodas inteligentes IntellWheels em produtos comerciais, com elevadas capacidades no auxílio a idosos e outros indivíduos com graves deficiências motoras".

Este projecto contou com a colaboração da Universidade de Aveiro, a Escola Superior de Tecnologia de Saúde do Porto e a Associação do Porto de Paralisia Cerebral, para além dos docentes da FEUP que investigam no Laboratório de Inteligência Artificial e Ciência de Computadores (LIACC) e no INESC Porto.

O IntellWheels é financiado pela FCT, na área da inteligência artificial e da robótica, e poderá vir a ser comercializado em breve, mas nunca antes da realização de uma recolha alargada de dados e de um vasto conjunto de experiências com pacientes reais, para testar a eficácia das metodologias desenvolvidas.
Esta notícia já foi consultada 2287 vezes
 
Publicidade