18
Fev
O primeiro canal de televisão dedicado aos jovens vai arrancar em Óbidos onde, segunda feira, o Young Chanel (YC) inicia a emissão que dentro de dois meses deverá ser transmitida por cabo.
“É um projeto altamente inovador porque não existe no mundo nenhum canal criado especificamente para um público entre os 15 e os 24 anos”, disse à Lusa Luis Reis, responsável pelo canal que às 21 horas de segunda-feira colocará online a primeira grelha de programas.

LOL, Music Act, YC in the House, That’s the way I like it, Band Time Stories, Yc Report, Flash News, Get Out, Mind Zap, I love My T-shirt, JimNasio e Cut&paste completam a grelha que durante duas horas diárias emitirá em direto.

Feitos “por jovens e para jovens” todos os programas difundidos pelo YC, embora falados em português, serão titulados em inglês já que, segundo Luis Reis, “é uma linguagem acessível aos jovens de hoje e que nos facilitará a internacionalização”.

A programação com que o canal pretende cativar os mais novos e as respetivas famílias pretende “transmitir valores e abordar os temas que interessam os jovens, apresentados e produzidos por jovens como eles e não por gente excecional ou inacessível”, explica Luis Reis.

A música (com entrevistas e atuações ao vivo no estúdio) será a estrela da companhia que levará ao ecrã desde programas de culinária, a entrevistas de rua, desportos ou relatos de viagens por vários países do mundo.

Vinte e cinco trabalhadores e 10 freelancers (profissionais autónomos) são para já os responsáveis pela produção do canal que estima alcançar em breve “40 pessoas a tempo inteiro” e introduzir novos conteúdos que abrirão o canal “à criatividade e talento dos jovens que queiram propor os seus projetos”, explica Luis Reis.

Com um investimento de 1,5 milhões de euros (comparticipados por fundos comunitários) o Young Chanel irá emitir a partir da empresa Creative Land, sediada no Parque Tecnológico de Óbidos.

Com três estúdios de gravação e áreas de produção, edição, grafismo e pós-produção de áudio próprias, o canal adquiriu os equipamentos “diretamente ao fabricante” para diminuir os custos do projeto que irá ser financiado através de contratos publicitários.

As emissões podem ser vistas em www.youngchannel.com e, dentro de dois meses, adianta Luis Reis, “estará a transmitir num operador de cabo nacional” com o qual estão a ser finalizadas as negociações.

A produção de conteúdos para outros canais e a introdução de conteúdos específicos nos computadores Magalhães são outras das metas do canal que reserva a sua grande apresentação pública para março, no Festival Internacional de Chocolate de Óbidos.

@Lusa

(Artigo transcrito por Sandra Morato)





Esta notícia já foi consultada 4019 vezes
 
Publicidade