20
Jul

O procurador -geral da República (PGR),Pinto Monteiro, afirma que "não basta combater o chamado grande crime", como a corrupção.
[B]Os crimes contra idosos, crianças e deficientes são de investigação prioritária. [/B]

Recuperando uma das suas preocupações iniciais, Pinto Monteiro afirmou que se constituiu uma equipa especial para avaliar a situação de 15 mil crianças institucionalizadas e se iniciou um "verdadeiro combate" à violência escolar. Ainda neste sentido, frisou que a acção desta magistratura "não se esgota na luta contra o crime". Muito é feito na área da justiça cível, dos tribunais administrativos e da defesa do ambiente.
Fonte: Lusa
Esta notícia já foi consultada 2551 vezes
 
Publicidade