9
Mai
Uma das salas da Escola Superior de Educação de Leiria vai ser apetrechada com equipamentos informáticos para cidadãos com necessidades especiais. O projecto do Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID) foi ontem apresentado e estará pronto a funcionar em Abril do próximo ano. Até lá, os técnicos vão analisar quais os equipamentos necessários e adquirir material até aos 90 mil euros, valor do investimento, apoiado a 100% por fundos comunitários.

"Avaliar e prestar aconselhamento sobre os tipos de equipamentos ou ajudas técnicas, apoiar e formar os profissionais das escolas, criar um portal associado ao centro e estudar o potencial de desenvolvimento na área das tecnologias de informação, cruzando saberes e experiências de múltiplas áreas científicas" são, segundo o vice-presidente da ESEL, os objectivos do projecto. Segundo Rogério Costa, trata-se de "um espaço regional que possa encaminhar e responder a problemas que se prendem com a integração dos cidadãos com necessidades especiais na sociedade".

Daí que seja dada grande importância às parcerias, designadamente com a Cercilei - Cooperativa de Ensino e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Leiria - e com a Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral de Leiria. Para a presidente da Cercilei, Cristina Meireles, "a integração de pessoas com deficiência no contexto actual depende muito das tecnologias".

Jornalista : Helena Simão
Esta notícia já foi consultada 3202 vezes
 
Publicidade