30
Mai
O secretário regional dos Assuntos Sociais presidiu, hoje, à sessão de apresentação do projecto de construção das novas instalações da Associação Cristã da Mocidade (ACM) na ilha Terceira, um empreendimento a realizar numa antiga quinta da Terra-Chã, em Angra do Heroísmo.


A construção da nova estrutura da ACM, que vai ser financiada em 2,2 milhões de euros pela Secretaria Regional dos Assuntos Sociais, arranca este ano.

A sua entrada em funcionamento visa a integração de pessoas de idade igual ou superior a 16 anos portadoras de deficiência mental moderada, grave ou profunda e cujas incapacidades impedem a respectiva inserção no mercado normal de trabalho.

Na apresentação do empreendimento, Domingos Cunha anunciou a criação da Rede de Apoio Integrado às Pessoas com Necessidades Especiais na Terceira, destinada a “potencializar, melhorar e operacionalizar todos os recursos existentes, tornando-os mais eficientes e eficazes”.

Segundo o governante, a medida tem por base os princípios “da integração, da autonomia e da independência, bem como da proximidade, da diferenciação, da flexibilidade e da reabilitação/habilitação”.

Domingos Cunha revelou, igualmente, o arranque, ainda este ano, das obras dos centros de actividades ocupacionais de Vila do Porto, em Santa Maria, e do Nordeste, em São Miguel, e, em 2007, o início da construção do Centro Actividades Ocupacionais da Ribeira Grande.

O secretário regional referiu, ainda, que o investimento do Governo nas áreas da invalidez e reabilitação custa, anualmente, à Segurança Social, mais de 2,8 milhões de euros, cobrindo 759 pessoas com necessidades especiais.

Nos Açores estão em funcionamento 12 centros de actividades ocupacionais, três serviços de transporte específico para pessoas com reduzida mobilidade, quatro lares residenciais, um centro de promoção de emprego social e um conjunto de apartamentos de inserção e unidades de vida protegida, precisou.

Quanto à nova sede da ACM, indicou que será “uma estrutura dinâmica e funcional”, com fins terapêuticos (terapia ocupacional), de bem-estar e de ajuste pessoal e social com capacidade para 50 jovens e adultos, a quem serão proporcionadas actividades socialmente úteis e estritamente ocupacionais.

As futuras instalações do Centro de Actividades Ocupacionais da Associação Cristã da Mocidade da Terceira, vão permitir a realização de actividades pessoais, através de programas de reabilitação adequados às características e capacidades de cada um dos utilizadores, numa área bruta de utilização de mais de 3.700 metros quadrados.

Esta notícia já foi consultada 2966 vezes
 
Publicidade