15
Out
Na passada quarta-feira, sessenta jovens e adultos com deficiência intelectual e multideficiência tiveram o seu baptismo de surf na praia de Supertubos, em Peniche, onde decorreu o campeonato mundial de Surf.

Segundo o vogal da direcção da federação de surf, Joaquim Pequicho, o surf traz benefícios ao nível da reabilitação física e do ponto de vista da integração social e contacto com a natureza. E estes caloiros especiais, com idades compreendidas entre os 16 e aos 40 anos, pertencentes a instituições, puderam desfrutar desta actividade desportiva, participando na primeira de várias rondas por praias do país, promovida pela FENACERCI - Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade.
Esta notícia já foi consultada 3315 vezes
 
Publicidade